top of page
  • Foto do escritorFelipe Nadai

Qual o futuro para o Transtorno de Estresse Pós Traumático (TEPT)? Psicodélicos como opções

Atualizado: 21 de jan.

Terapia psicodélica em um soldado com TEPT. Imagem feita por IA.
Soldado em uma sessão de terapia psicodélica

Ao longo de sua história como teoria do conhecimento, a psicologia preocupou-se em atender diversas demandas em variadas abordagens. Diferentes escolas de pensamento partem de visões de mundo radicalmente – em sua raiz - divergentes, trazendo inúmeras técnicas para observar, classificar e intervir frente à transtornos mentais graves oriundos de eventos traumáticos intensos.

Os traumas psicológicos variam em intensidade, local e entendimento de onde os eventos ocorrem. Os níveis do que se traumático não são necessariamente definidos, embora sua sintomatologia seja. Com o aperfeiçoamento da sociedade, formas igualmente aperfeiçoadas de sofrimento são apresentadas, com complexidades únicas.

Ao mesmo tempo que a psicologia dispõe de variadas formas de intervenções, suas técnicas não têm demonstrado eficácia no tratamento do transtorno de estresse pós-traumático, e as terapias farmacológicas têm eficácia de menos de um terço dos pacientes que correspondem adequadamente ao tratamento, sendo considerados pacientes resistentes. A pergunta fica: o que fazer quando um paciente de TEPT não evolui com nenhum tratamento psicoterapêutico ou psicofarmacológico?

O olhar para alternativas talvez seja uma possível solução, em um planeta onde traumas coletivos são cada vez mais frequentes e no país onde a violência endêmica e a pandemia sanitária assolam milhares de brasileiros, opções além das ofertadas fazem-se necessárias.

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page